Friday, February 20, 2009

Tertúlias Fantásticas

Houve um tempo em que, nas principais cidades portuguesas, havia uma intensa actividade cultural. Teatros e espectáculos dos mais variados tipos inundavam as ruas das grandes cidades. Teatro, espectáculos e tertúlias.
Tertúlias... deixo esta melodiosa palavra ressoar na minha mente.
Imagino-me a sair de casa e dirigir-me para um qualquer café na baixa de Coimbra, para discutir literatura, política ou outro qualquer tema. Discutir, ou ouvir discutir. Pois para sabermos opinar de forma coerente, convém primeiro saber ouvir.
Imagino como seria fantástico poder fazer isso.

Há décadas que esta actividade está morta em Portugal, em parte devido à falta de liberdade de expressão durante o Estado Novo, em parte devido aos mass media.

Mas agora esta actividade está a voltar. Lentamente, mas está a voltar.
Se participar numa qualquer tertúlia seria fantástico, então participar uma tertúlia sobre o Fantástico seria... soberbo! Mas agora, graças a Rogério Ribeiro, isto já não é apenas uma fantasia.
Editor da Bang! e da extinta Dragão Quântico (com vários artigos publicados nestas revistas), tradutor, escritor, co-fundador e presidente da Épica (Associação Portuguesa do Fantástico nas Artes) e organizador do Fórum Fantástico, Rogério lançou, com Sandra Rosa, a Tertúlia Noite Fantástica. Não é semanal, não, nem mensal. Espero que um dia se realize mais amiúde, mas por agora acho que a periodicidade bimensal é bem boa =)
Estas tertúlias deverão consistir num jantar e num resto de noite muito bem passada. E, em cada edição, será também distribuído um número do Pasquim Fabulástico, uma nova fanzine também da responsabilidade de Rogério Ribeiro. Podem ler o primeiro número aqui.
A primeira edição (aberta ao público em geral) desta Tertúlia realizar-se-á já daqui a uma semana, no Campo Pequeno, num restaurante a definir. As inscrições acabam amanhã ;)

Para mais informações, consultar o blog oficial.

2 comments:

Gabrielis said...

oO Parece-me bem. Por acaso isso das tertúlias só conhecia a cor-de-rosa, e mesmo essa só de nome. Tertúlias em que se discute coisas de interesse, parece-me bem. A essa não vou puder ir, mas um dia gostava nem que fosse de assistir a uma.

Francisco Norega said...

Eu a esta também não tenho possibilidade de ir, mas gostaria de ir à próxima edição. Até porque gostaria de ter os Pasquins em papel xD

E zé, tens de começar a tomar mais atenção às aulas de português xD Bocage, Alexandre Herculano, Almada Negreiros, Fernando Pessoa e Mário de Sá Carneiro não te dizem nada? Foram algumas das pessoas mais influentes no "meio", antigamente :P