Saturday, February 6, 2010

The Songs of Freedom

Hoje sinto uma necessidade descomunal de gritar "Liberdade!".

Hoje assinalam-se os 65 anos do nascimento do Bob Marley, uma das pessoas que mais fez pela liberdade, através da música e da sua forma de viver e fazer viver a vida. Um homem livre - um exemplo de vida e uma fonte de inspiração para aqueles que, ainda hoje, se debatem pela sua liberdade. Um grande viva! ao Bob Marley.

[À Liberdade, uma primeira música.]


Dei conta desta efeméride há pouco, há um par de horas, e não pude deixar de achar curioso pois, há três dias, os estudantes de todo o país saíram à rua, reivindicando um Ensino Público justo e acessível para todos. Eu fiz greve, e participei nas manifestações, gritando palavras de ordem e exigindo condições decentes.
Mas penso que não ansiamos só por preços mais acessíveis nas papelarias e bares das escolas, pelo fim dos exames nacionais, por condições nas escolas para a realização das aulas, pela implementação transversal da educação sexual. Alguns de nós anseiam por mais que isso - por uma mudança na ordem das coisas, por um mundo mais justo e mais... livre. Ansiamos por uma liberdade mais... real.

Deu-me um enorme prazer cantar a Grândola Vila Morena e ouvir uma sentida Hasta Siempre Comandante, com um grupo de estudantes que nunca antes tinha visto, mas no seio do qual dentro de poucos momentos todos pareciam já amigos de longa data. Senti-me completo, como já há muito não me sentia.


[À Liberdade, uma segunda música.]




[À Liberdade, uma terceira música.]




VIVA A LIBERDADE!



PS: Sobre a manif, publiquei um artigo no site da Distrital de Coimbra do Bloco. Para ler aqui.

4 comments:

caroline knows said...

agora apeteceu-me filosofar sobre o conceito de liberdade. mas deixando isso, que ia dar panos-para-manga...
gostei do artigo, francisco da fita! ahah :)

Lögan said...

Liberdade sempre. Não importa qual época ou situação, nada motivará mais o ser humano que o seu desejo por liberdade. Se obtivessemos tal união de um aforma mais generalisada por algo em comum, algo mais "real" como voc~e sitou; já estariamos em uma sociedade decente, justa e acima de tudo, feita pelo povo para o povo!

João Pereira said...

O Bob Marley estará sempre presente nas suas musicas!
Viva a liberdade! viva a vida!

Francisco Norega said...

Não poderia estar mais de acordo ;)