Wednesday, July 29, 2009

Sobre Críticas e Outros Rebaixamentos

Antes de mais, queria deixar um pedido de desculpas ao Luís pelo pequeno comentário irónico que fiz no seguimento das suas críticas aos excertos que deixei no último post. Não concordo com elas, ou pelo menos com a forma como elas foram feitas, mas isso não me dá o direito de ser idiota. Peço desculpa, mais uma vez.

Quanto à forma como entraste a matar, Luís, estás no teu direito, ainda que eu o ache totalmente contraproducente.
Aliás, pensando melhor as tuas críticas até foram bem positivas. Se o único problema do N.E.M.(esis) é o erro crasso na frase "O relógio apitou, meteu a pistola no coldre e fixou o bastão eléctrico no cinto, vestiu o casaco e saiu", então estamos muito bem. É um erro facilmente corrigível.
E bem, o conto não foi enviado para nenhum concurso nem submetido a nenhuma revista. Não é suposto estar perfeito, não tendo passado por nenhum revisor, nem sequer por uma pessoa "de fora", provavelmente.
Quer dizer, se fosse um erro do tipo do "Hades cá vir"... mas isto? Até parece que tira a credibilidade ao conto. Fala das personagens (talvez tenhas razões para isso), do enredo (que acho bem bom, mas é só a minha opinião), mas picuinhices destas? Oh pá, é importante apontarem-se esses erros, mas não da forma como o fazes. Parece que o conto é uma merda unica e exclusivamente por causa disso.

Já olhando para os comentários do Rogério, vemos que, apontando os erros de forma consistente, consegue ser muito mais motivador. E penso que é isso que o pessoal pessimista do "Fandom" deveria querer, escritores motivados, com vontade de evoluir, de escrever cada vez melhor.
Afinal, com que direito alguém pode reclamar do género moribundo em que o Fantástico se tornou se não dá incentivos a quem pode tornar o género vivo amanhã (bem pelo contrário)? Eu não sei, que nunca li nada teu, Luís, mas aposto que não escreves como escreves hoje desde os quinze anos. ;)
Ah, e outra coisa. Quando eu falo em responder-se às submissões com críticas, não estou a dizer que essa é obrigação do júri/editores. Penso é que é vocês são os primeiros interessados em responder a essas críticas, pois são vocês que estão sempre a reclamar em não haver uma boa produção de fantástico em Portugal. Porra, então façam alguma coisa para que a produção medíocre se possa tornar numa boa produção. Se, em 50 respostas, conseguirem realmente ajudar dois jovens a escrever um pouco melhor, então já terá valido a pena! Para que um futuro melhor se comece a desenhar no horizonte!

Vou tentar postar um excerto por dia. Que me dizem desta ideia?


[Se puderem passar a palavra aos outros nomes da ribalta, tipo Safaa, LFS, Barreiros, ... agradecia :)]


EDIT: Luís, referiste a mailing list de escritores de FC. Teria todo o gosto em participar nela! Como se faz?

19 comments:

Rogério said...

"Até parece que tira a credibilidade ao conto."
Ao conto não tirará. Há contos que, mesmo mal escritos em termos formais, conseguem transmitir a sua potencialidade.

Mas tira credibilidade ao autor, isso sim.

A língua portuguesa é a ferramenta de um escritor. Não a conhecer convenientemente é (mais que) meio caminho andado para se causar uma má impressão no leitor... e para não se dizer o que se está a querer dizer, e para se quebrar a suspensão da descrença, e para irritar irremediavelmente o leitor, etc, etc, etc.

Será que agora consegues voltar a referir-te a esses erros como "facilmente corrigíveis"? ;)

Se te irritas com um taxista que não sabe conduzir...

Um abraço,
Rogério

Francisco Norega said...

Bem, mas ali só faltava um "ele". Não é assim tão grave, na minha opinião.

E são coisas a corrigir antes de uma eventual publicação. Tomem estes excertos como excertos de amigos, bons mas com ainda algumas arestas por limar ;)

Abraço,
Francisco

Leto of the Crows said...

E há um ponto que deve ser notado. Nenhum dos escritores dos excertos aqui colocados pelo Francisco teve um curso intensivo de gramática portuguesa. O que tiveram foi tanto como eu, até ao 9º ano e sem muitos pormenores. Que daí para a frente o que vimos foi, basicamente, interpretações de textos e recursos estilísticos, alguns dos quais já vi criticados.

Portanto, o aperfeiçoamento da escrita só se consegue com imenso treino e uma ainda mais imensa leitura, dos mais variados estilos. Por isso, estou totalmente de acordo com o Kiko, são erros que facilmente podem ser corrigidos com uma revisão do texto. Alguns deles poderão apenas ser falhas, por simples distracção. E digo-o por experiência própria. Talvez o "Acorde das Almas" esteja razoável, mas isso não se aplica a todos os textos que escrevo. Quanto maiores, piores xD

Jose Pedro Cunha said...

"Se puderem passar a palavra aos outros nomes da ribalta, tipo Safaa, LFS, Barreiros, ... agradecia :)"

Como fã do fantástico nacional, estava a ficar entusiasmado com o que se está a tentar neste fórum. Este comentário entristeceu-me. Não seria mais importante passar a palavra a todos, em especial aqueles que querem escrever melhor?

Correio do said...

NOVO FÓRUM DA LITERATURA FANTÁSTICA

O Novo Fórum Correio do Fantástico já está disponível em :

http://forumcorreio.forumeiros.com/

Este espaço será um ponto de encontro entre todos os apreciadores do fantástico nas artes e terá como principal objectivo a promoção da discussão sobre os géneros da ficção científica, fantasia e terror. Também terá o objectivo de divulgar contos originais e de promover críticas construtivas aos mesmos tal como tem acontecido no Anagrama Anárquico.

Participem, inscrevam-se já para podermos iniciar juntos mais esta viagem pelo fantástico!


Roberto Mendes

Francisco Norega said...

Jose Pedro Cunha,
É claro que toda a gente está convidada a participar. No entanto, são pessoas como o Rogério, o Luís, o LFS, o Candeias, o João Seixas, a Safaa e o Barreiros que nos poderão mais ajudar a progredir na nossa escrita. Por isso, as suas críticas são bem-vindas. Não relegando para segundo lugar, como é óbvio, as participações da malta nova! ;)

Rogério, mais uma coisa:
É claro que uma pessoa se irrita com um taxista que não sabe conduzir, mas é óbvio que não te vais irritar com alguém que está a aprender a tirar a carta ;)


Abraço!

Francisco Norega said...

E leto, bem, acho que é isso ;)

Luís R. said...

"Como fã do fantástico nacional, estava a ficar entusiasmado com o que se está a tentar neste fórum. Este comentário entristeceu-me. Não seria mais importante passar a palavra a todos, em especial aqueles que querem escrever melhor?"

Concordo. Acho piada haver quem chore a opinião negativa de certos quadrantes, mas a quem vão de seguida pedir validação? Exacto.

Ainda por cima querem a opinião do Barreiros. A frase "Quanto mais me bates mais gosto de ti" parece aplicar-se.

Luís R. said...

Francisco, aquele erro não só é um "clássico" como é um de vários que encontrei numa leitura superficial, em quantidade suficiente para achar que a coisa não se resolve com toques e jeitinhos.

Não, nenhum texto é perfeito, e seria idiota da minha parte exigir a perfeição. Ainda assim, estou no meu direito de exigir o que bem entender das minhas leituras. Neste caso, contentar-me-ia com simples competência técnica, o que não é pedir muito, e mesmo essas expectativas foram defraudadas.

Sim, podia falar das personagens. Podia falar do enredo. Podia falar das ideias. Mas para isso precisava de me concentrar nesses factores em vez de ser continuamente distraído por erros de português.

"Eu não sei, que nunca li nada teu, Luís, mas aposto que não escreves como escreves hoje desde os quinze anos. ;)"

Não preciso de saber escrever para falar da escrita dos outros. Também não precisas de saber cozinhar para reclamar quando te servem um prato de sopa azeda.

Quanto às obras da minha adolescência, talvez as encontres ainda pela net, se tiveres estômago para isso. São uma bosta, mas o que está feito, está feito.

Safaa said...

Pedir a opinião do Barreiros...? Ou és doido ou és masoquista, ainda não percebi bem.

Quanto à Safaa, a Safaa não está a dormir, longe disso. Aliás, a Safaa está sempre nas sombras e tem "fingers in many pies". Mas a sério que eu não tenho tempo para ler os textos e dar uma crítica construtiva. Já tenho que moderar o fórum BANG e ainda começar outro para a TEEN.

O que eu vou fazer é outra coisa. O Roger e o Luís estão a tratar bem da parte da crítica, mas eu ando a preparar uma série de posts sobre edição. A quantidade de disparates que se diz sobre edição em Portugal e o suposto papel do editor (e tudo o que o envolve) é tal que não descanso enquanto não explicar de uma vez por todas o que faz (e o que nao faz) uma editora. E depois acho que será inevitável colocar um post sobre como tentar publicar um livro em Portugal.

Leto of the Crows said...

Sim... O Kiko tem tendências masoquistas inatas... o problema é que os excertos "avaliados "não são dele, por isso não sofrerá com qualquer retaliação.

Logo, deixo um aviso: se algum dia eu deixar de escrever por trauma prematuro, enfio-te dentro do sarcófago que vimos em Belém, com múmia e tudo, Kikinho. Sentirás o doce fragor que aquele sítio emanava, até à eternidade :P

Lord Aezrel said...

Saffa disse:
"E depois acho que será inevitável colocar um post sobre como tentar publicar um livro em Portugal."

Ora aí está algo que ando a pedir há anos para que me expliquem!!
Mal posso esperar por esse teu post, quando o fizeres agradecia se pudesses publicitar também aqui no AA.

Obrigado.

Francisco Norega said...

Aez,
Ficarei atento ao blog da Safaa e, na altura, publicitarei o post aqui. Anyway, http://retratos.wordpress.com/

;)

Rosa Espartilho de Rótula said...

Francisco e companhia,
Agora que estão de férias, peçam uma mesada e tirem um curso intensivo de escrita criativa ou algo semelhante e absorvam todo o conhecimento que vos possam dar.

-----
Caso não haja nada em Coimbra, o que é possível, dá um pulo até lisboa e increve-te num da Nextart com a Susana Romana, ela é muito boa nisso.
-----

Less is more, não se esqueçam;

Se querem prender o leitor, esqueçam a descrição inicial, saltem logo para acção;

E, sobretudo, aranjemm um caderno pessoal e escrevam. Se for realmente bom, muita gente o dirá.

Se levarem isto que disse a mal é porque são uns tontos.
Francisco, vê se a Escola Brotero ainda está bonita.

Márcio-André said...

Salve Norenga Potter! Pelo visto teu blog anda bem movimentado. Tenho que aprender contigo, pois o meu é quase um blog fantasma. Passei mesmo para deixar um alô. mande notícias ou entre mais no skype.
abraço forte e radioativo em vc e em sua mãe

Francisco Norega said...

Allô Márcio :D
Muitos e-mails xD Mas foram só estes últimos posts, aposto que os próximos serão mais calmos :P

Abraço!

Marttokas said...

Sr. Francisco estou á espera de um comentário seu, depois não s queixe q nao participa nos espectaculares jogos do meu blog q oferecem premios fantasticos.

Luís R. said...

Já vem um pouco tarde, mas o seguinte post do escritor Nick Mamatas não podia vir mais a propósito desta discussão:

http://nihilistic-kid.livejournal.com/1362263.html

Francisco Norega said...

Entretanto irei de férias - vou estar uma semana ausente. Mas ficará anotado, depois lerei.

Obrigado pelo link! ;)


Abraço