Saturday, April 12, 2008

Mas afinal, quem quer a guerra?

Estive a passear por este vasto mundo de bloggers e entretanto dei com um destaque de um blog chamado Life Must Go On In Gaza and Sderot que me chamou imediatamente a atenção. O blog é feito em parceria por um palestiniano e um israelita, que vivem em Gaza e em Sderot, respectivamente. São ambos apoiantes da paz e, só pela forma com que mostram a necessidade da paz fiquei logo agarrado ao blog, apesar de ser em inglês. Cada vez me convenço mais de que me subestimo em relação ao meu inglês: apesar de a minha expresão não ser a melhor, li o blog na perfeição (ainda não o li todo). Achei especialmente curioso como cada um deles diz que o seu grupo de amigos anseia pela paz e pensa que os "outros" não o querem. Com uma leitura superficial do blog torna-se perfeitamente evidente que há uma grande manipulação da informação por parte dos media. E isso ainda se torna mais evidente quando se vêm sequências de comentários do género: "Desculpa lá, 75% do controlo dos recursos é da responsabilidade do Hamas; eles é que vos fazem pensar que somos nós, israelitas, que bloqueamos a Faixa de Gaza" e "Não, os media israelitas é que fazem pensar isso, porque efectivamente a culpa é deles".
Mas o que é importante reter de tudo isto é que, mesmo com os governos a mandar as culpas uns para os outros nos seus jogos mesquinhos, os dois povos estão unidos pela paz, mesmo que não na totalidade. Em 2003 (se bem me lembro a data de publicação de O Perfume da Nossa Terra), segundo a ideia que ficou retida na minha mente, os israelitas pela paz eram uma minoria mas, pelo que ando a ver, essa minoria começa a crescer.
Estaremos, finalmente, a caminhar para a Paz? É que os apoiantes da guerra estão cada vez mais desacreditados, mesmo dentro da comunidade israelita, segundo percebi....

VIVA A PAZ!



Já agora, encontrei também uma lista de bloggers e entradas israelitas em inglês, segundo sei permanentemente actualizada: English Writing Israeli-bloggers.


Ver também o post principal sobre o Conflito Israelo-Palestiniano e a respectiva discussão, se faz favor ;-)


(imagem tirada de Free Palestine!)

4 comments:

Ozono said...

É normal o número dos apoiantes da guerra estar a diminuir: é o que acontece em todas as guerras. As propagandas de todas as campanhas militares (e isso já acontece desde o tempo em que nos reuníamos para roubar a gruta do vizinho)são sempre positivas, pois esta é a única forma das pessoas aderirem. Quando os resultados começam a ser escassos ao fim de algum tempo a moral começa a descer. Infelizmente a paz é sempre passageira, mas com sorte talvez ela não esteja muito longe.

Tiago' said...

Os media teem a tal mania de distorcer a realidade. E neste caso acaba por ser bastante prejudicial.

Tiago' / Canon

Francisco Norega said...

Obrigado pelos comentários, ozono e tiago' ;-)

Ahriana Dracus said...

Acho que tens razão e que a paz, tanto no medio oriente como em qualquer lugar do planeta ganha a cada dia que passa mais apoiantes. A cada dia que passa mais alguem percebe que não estamos a ganhar com a guerra mas a perder, não so a nível humano mas também a nível monetário e a nível de recursos. Com a paz so ganhamos e é pena que a ganancia e a nossa incapacidade humana nos tenha levado a este ponto.
Tenho que concordar com o ozono. Por muito que todos concordemos com a paz, a guerra é sempre feita por aqueles que acham que podem lucrar dela, por muito poucos que sejam, e esses poucos acabam por arrastar inocentes que se tornam em muitos e no fim ninguém sabe mais porque luta. Como diz o ozono "Infelizmente a paz é sempre passageira".
Paz!